"Speak softly and carry a big stick" Theodore Roosevelt

.posts recentes

. ...

. Subtilezas

. O Incrível Hulk

. Quando a Arte era Arte 4 ...

. Stars

. Às escuras

. Al Capone

. Anda tudo maluco

. I beg your pardon?

. Não, não é estranho

.arquivos

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

Terça-feira, 20 de Outubro de 2009

Maitê

Tinha resolvido não escrever sobre a tolice que foi o vídeo de Maitê Proença. Mas, depois de perceber que o assunto dividia opiniões de forma tão severa, decidi opinar. Aparentemente, só o povo ígnaro e, portanto, justamente retratado pela beldade brasileira, se comoveu com a coisa e se encheu de brio patriótico. As elites fizeram por desprezar, oscilando entre um marialvismo saloio e o aplauso envergonhado. O que não é de estranhar, uma vez que neste belo país uma das qualidades necessárias para aceder ao pálio é pensar o exacto oposto do que pensa a populaça. Pois fazem mal. Fazem mal porque lhes escapa o real sentido das coisas. O que indignou os portugueses não foram as palermices de Maitê, não foi o cuspinho infantil na fonte dos Jerónimos, nem a sua abençoada ignorância. Isso é o menos. Isso fazemos nós todos os dias. O que escandalizou o "povo" foi descobrir o seu cinismo e hipocrisia: Maitê, a linda Maitê é uma mentirosa, uma falsa. Cada um de nós pensou que cada sorriso, cada palavra, cada promessa de amor proferidas ao longo dos anos, era apenas uma encenação, uma fraude - enfim - uma novela.

publicado por bmptavares às 02:34
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
25
26
28
29
30

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds