"Speak softly and carry a big stick" Theodore Roosevelt

.posts recentes

. ...

. Subtilezas

. O Incrível Hulk

. Quando a Arte era Arte 4 ...

. Stars

. Às escuras

. Al Capone

. Anda tudo maluco

. I beg your pardon?

. Não, não é estranho

.arquivos

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

Terça-feira, 13 de Outubro de 2009

Autárquicas 2009 - Partidos

PSD - Manuela Ferreira Leite veio reclamar uma vitória. Bom, sim, se considerarmos o número de Câmara conquistadas. Mas a diferença para o PS dimuniu e fica a sensação de que as coisas não estão nada bem. De qualquer forma, considero que as vitórias e derrotas dos partidos nas eleições autáquicas são muto relativas: Estas são, por excelência, eleições de proximidade e muitíssimo pessoalizadas (não é por acaso que se sucedem casos de candidatos que mudam de partido ou se candidatam como independentes e ganham da mesma forma). Vitórias importantes: Porto, Gaia, Sintra, Coimbra, Felgueiras (desalojando a inenerrável Fátima) e Marco de Canaveses (deixando Avelino Ferreira Torres a uma distância considerável). Quanto ao futuro do partido: se dúvidas houvesse, elas ficaram esclarecidas ontem. Basta ver a diferença de postura dos putativos candidatos a líder: Passos Coelho e Menezes foram o cúmulo da arrogância e grosseria. Aliás, explicando que quer para o país aquilo que fez em Gaia, Menezes deixou bem claro o que podia esperar o PSD (uma espécie de Socratismo de segunda). Já Passos Coelho demonstrou ânsia de aparecer (go figure!) e o vazio do seu discurso. Um e outro simbolizam o pior caminho que o PSD pode seguir. Um e outro não têm a capacidade para dar ao PSD aquilo que precisa: seriedade, competência e unidade.

 

PS - Ver Sócrates sorridente é mau sinal. E, no Domingo, Sócrates esteve muito sorridente. Razões para sorrir: Lisboa, Lisboa, Lisboa, Câmaras conquistadas à CDU, Leiria (o grande bastião laranja sucumbiu às divisões do PSD). Grandes cargas de porrada: Porto, Porto, Porto, Sintra, Oeiras, Almada (nem se falou de Pedroso...). Tal como referi acima, a governação socialista no governo central não pode ser confundida com a governação autárquica.

 

CDS - Mantém Ponte de Lima, o que já não é mau e aumenta a representação a nível local, coisa que se tornará muito importante no futuro, visto que o partido necessita maior implementação a nível local. Um conselho: bons candidatos em concelhos pequenos no Norte e Centro podem trazer resultados surpreendentes...

 

CDU - Estes ganham sempre, graças a Deus! E a verdade é que, entre Câmaras perdidas e ganhas a coisa compôs-se. Mas fica o aviso: o Alentejo já não é nosso e a Margem Sul vai deixar de ser.

 

BE - Pois... Já é o segundo melão inteiro que Louçã tem que engolir: o tão aclamado "partido urbano" sumiu-se das grandes cidades e manteve uma Câmara, cuja presidente não concorda com as políticas do partido...

 

publicado por bmptavares às 02:14
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
25
26
28
29
30

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds