"Speak softly and carry a big stick" Theodore Roosevelt

.posts recentes

. ...

. Subtilezas

. O Incrível Hulk

. Quando a Arte era Arte 4 ...

. Stars

. Às escuras

. Al Capone

. Anda tudo maluco

. I beg your pardon?

. Não, não é estranho

.arquivos

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

Terça-feira, 16 de Março de 2010

I beg your pardon?

Não é estranha nem discreta a minha alergia à arte contemporânea. Simplesmente não a compreendo e, por isso, não a aprecio. E, cada vez mais, essa minha visão se reforça ainda que isso me possa grangear o desprezo dos "agentes culturais" (passe a imodéstia, não seria particularmente perturbador).

Vem isto a propósito de um artigo publicado no suplemento cultural do Expresso, sobre o primeiro filme de Inês Oliveira: Cinerama. Passo a citar:

 

"Esta conversa é o meu filme, e eu sou o meu filme."

 

"O filme é político, ou tem uma dimensão política, na medida em que é apolítico (sic). Não vai em nenhuma direcção. Expande, não explode, implode. Não sei qual é a máquina de trabalhao o filme, porque parece que se come a si mesmo."

 

"O filme pode também afigurar-se um enorme labirinto no qual os espectadores podem circular."

 

Sejam sinceros: alguém percebeu alguma coisa? Eu não. Quando uma obra de arte, seja ela qual for, necessita de um discurso explicativo ou auto-justificativo deixa de ser arte e passa a ser outra coisa qualquer. A obra de arte não existe pelo artista, existe pelo espectador.

 

 

publicado por bmptavares às 04:23
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Não, não é estranho

Deixo aqui o link de um artigo de Helena Matos no blog Blasfémias, relativo à forma como têm sido noticiados os casos de pedofilia dentro da Igreja Católica. É um artigo pequeno mas que deixa bem claro como discretas e subtis alterações na linguagem podem fazer uma grande diferença e revelar toda uma forma de pensar.

 

blasfemias.net/2010/03/13/e-estranho/

 

 

publicado por bmptavares às 04:19
link do post | comentar | favorito
|

Blá, blá, blá, whiskas saquetas...

Mário Soares prossegue calmamente a sua rota rumo à extrema-esquerda. Basta saber se isso sempre lá esteve, latente, só à espera que a sua carreira política terminasse para poder emergir, ou se se trata apenas da fragilidade de memória que a idade, inevitavelmente, tráz. Nada disto é surpreendente, nem sequer o espaço que a comunicação social lhe confere, com reverência.

Em declarações proferidas numa conferência e publicadas pelo Público, o Dr. Soares critica a falta de debate no PS e contesta as privatizações previstas no PEC. Quanto à primeira, é mais uma vacuidade de quem não tem coragem de dizer que este Primeiro Ministro já não serve. Relativamente ao resto é conversa. Diz Mário Soares: "(...) não compreendo como é que se vai privatizar os CTT e uma empresa bandeira como a TAP (...) Não podemos estar a desbaratar o nosso património." Aparentemente, ao Dr. Soares não o preocupa que se desbarate o dinheiro dos contribuintes (o que, aliás, nós já desconfiávamos...)

publicado por bmptavares às 04:07
link do post | comentar | favorito
|

This is so wrong at so many levels...

www.sabado.pt/Pessoas_V2/Entrevista-Dura/Ines-de-Medeiros/Ines-de-Medeiros.aspx#

 

O link acima vai conduzir-vos ao vídeo da entrevista da deputada Inês de Medeiros à revista Sábado.

Quando eu escrevo sobre uma certa esquerda com pretensões a intelectual, geralmente sou acusado de ser injusto, arrogante e outras coisas piores. Mas a verdade está à vista de todos. Esta gente vive na estranha convicção de estar acima dos outros, de pairar acima das regras que se aplicam aos outros. Por mim tudo bem. Há tanto maluco por aí. O que realmente me aflige é o moralismo com que julgam os outros e a complacência consigo próprios ou com os seus amigos.

Eu, que sou católico e conservador, gosto pouco de moralistas e moralismos. Aprecio mais a decência. Infelizmente, está em falta por aí...

publicado por bmptavares às 04:00
link do post | comentar | favorito
|

Um certo decoro

No último Sábado, houve reunião de Conselho de Ministros para armar ao pingarelho. Eu não aprecio exercícios de demagogia mas, de facto, faz uma certa impressão ver a frota de automóveis dos senhores ministros. Sempre defendi que as figuras do Estado devem rodear-se de uma certa dignidade. Mas, num momento de aperto colectivo, seria realmente indispensável tamanha ostentação? É que basta reparar para as matrículas para percebermos que a maioria dos automóveis são bastante recentes...

publicado por bmptavares às 03:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Congresso PSD - IV

IMAGEM DO CONGRESSO:

 

publicado por bmptavares às 03:51
link do post | comentar | favorito
|

Congresso PSD - III

Se não houvesse outras razões para desconfiar de Pedro Passos Coelho bastaria olhar para os seus apoiantes...

publicado por bmptavares às 03:50
link do post | comentar | favorito
|

Congresso PSD - II

FRASE DO CONGRESSO:

 

"Não preciso de água, traga-me mas é um copo de vinho."

publicado por bmptavares às 03:49
link do post | comentar | favorito
|

Congresso PSD

Porque é que no PSD as coisas têm que se passar sempre como numa ópera bufa?

publicado por bmptavares às 03:47
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
25
26
28
29
30

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds