"Speak softly and carry a big stick" Theodore Roosevelt

.posts recentes

. ...

. Subtilezas

. O Incrível Hulk

. Quando a Arte era Arte 4 ...

. Stars

. Às escuras

. Al Capone

. Anda tudo maluco

. I beg your pardon?

. Não, não é estranho

.arquivos

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

Quarta-feira, 29 de Abril de 2009

Quando os carros eram carros XXV

Mercedes-Benz 300 SEL 6.3 (1971)

publicado por bmptavares às 03:01
link do post | comentar | favorito
|

Vôos rasantes

NEW YORK (WABC) -- A photo shoot involving an Air Force aircraft and a fighter jet led to hundreds of frightened calls from residents and workers in Lower Manhattan Monday.

For a half-hour, the Boeing 747 and F-16 jet circled the Statue of Liberty and the lower Manhattan skyline near the World Trade Center site. Offices evacuated. Dispatchers were inundated with calls. Witnesses thought the planes were flying dangerously low. The exercise involved an F-16 escorting the plane, a Boeing 747, over Battery Park City and up the Hudson River. Some reports quoted an administration official who said the purpose of the photo op was to update file photos of the president's plane near the Lady Liberty.

The large plane is the military version of the 747 and is the type of plane the president uses to fly. When he is aboard, the plane is referred to as Air Force One.

The head of White House Military Office apologized for the incident late Monday.

"Last week, I approved a mission over New York. I take responsibility for that decision," said Louis Caledra. "While federal authorities took the proper steps to notify state and local authorities in New York and New Jersey, it's clear that the mission created confusion and disruption. I apologize and take responsibility for any distress that flight caused."

President Obama was apparently not informed of the flight. When he learned what happened, sources said Obama was furious.

 

 

As trapalhadas sucedem-se mas, curiosamente, a responsabilidade nunca é do Presidente: há-de haver sempre um assessor, um director ou um secretário qualquer para assumir a culpa. Faço uma pequena ideia do circo que se montava se isto se tivesse passado durante a Administração Bush...

publicado por bmptavares às 02:41
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 28 de Abril de 2009

O quê???

 

Já aqui escrevi algumas vezes acerca da Dr.ª Manuela Ferreira Leite. Sempre achei que era vítima de alguma má-vontade por parte da comunicação social; talvez por isso, aprecio o estilo contido e rigoroso. Mas muito honestamente não sei como é que alguém consegue retirar seja o que for desta afirmação:

 

«Eu sentir-me-ia confortável com qualquer solução em que eu acredite, em que eu acredite que a conjugação de esforços e, especialmente, a conjugação de interesses, interesses no sentido do país, são coincidentes. Se perceber que o objectivo país não é propriamente aquele que está no centro das atenções, então com dificuldade haverá um Governo que possa contribuir para a melhoria do país».

 

Eu não consigo encontrar nenhum sentido nisto mas deve ser problema meu. Das duas uma: ou isto é uma pérola de retórica política ou é simplesmente enfiar os pés pelas mãos. Seja como for, sossega-me o facto de tantos comentadores terem tido o discernimento necessário para conseguir engendrar qualquer interpretação destas palavras.

 

publicado por bmptavares às 14:29
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 27 de Abril de 2009

Quando a Arte era Arte XLV- Pintura

O Arquiduque Leopoldo Guilherme na sua galeria de Arte em Bruxelas (c. 1650-51)

David Tenier, o Jovem

Museu do Prado (Madrid)

tags: ,
publicado por bmptavares às 15:20
link do post | comentar | favorito
|

Santo Condestável

São Nuno de Santa Maria

 

Há muito tempo santo no sentimento do povo, que sempre o chamou de Santo Condestável, foi uma figura de enorme importância para Portugal. Mas, acima de tudo, deu uma lição de humildade e desapego aos bens materiais. Naquele tempo, era o homem mais rico do Reino, popular, influente. Por amor de Deus deixou tudo, teve uma vida de oração e pobreza, chegou a mendigar à porta do Convento do Carmo e morreu numa cela minúscula  e austera.

 

publicado por bmptavares às 15:15
link do post | comentar | favorito
|

Os passados escondidos

"No mesmo dia em que faz um discurso sobre Liberdade, há uma Câmara do PSD - gostava de ouvir a Dr.ª Manuela Ferreira Leite sobre isso - que inaugura um Largo Salazar em Santa Comba Dão. É uma enorme provocação às gerações de hoje, às passadas e às futuras." São estas as declarações desse grande arauto da liberdade que é Francisco Louçã, líder do Bloco de Esquerda. Assim de repente, três comentários breves:

 

1) método habitual da extrema-esquerda moralista e de dedo em riste: o ataque pessoal, tentando enredar o nome da líder do PSD e, mais uma vez, dar a entender que a senhora tem algumas simpatias anti-democráticas;

 

2) resulta bem evidente o conceito de liberdade do Dr. Anacleto Louçã: as opiniões contrárias às suas não devem, muito simplesmente, ser permitidas;

 

3) ironia da coisa: é curioso que o arauto da liberdade e da luta contra a ditadura seja o mesmo que, ainda há poucos anos, era um fervoroso adepto de uma criatura chamada Enver Hoxha e dos seus particulares métodos (mas há mais pulhas como ele: agora vêm falar de liberdade, democracia e abominam a ditadura salazarista mas foram sempre defensores de regimes criminosos e de ditadores sanguinários - e alguns ainda são! - e nunca os vi ou ouvi fazer qualquer comentário acerca disso. A sua especialidade é escalpelizar qualquer desvio no passado dos outros, tendo sempre a língua pronta para a ofensa e o preconceito. Os seus próprios passados são convenientemente esquecidos e arrumados. É uma gentinha bastante desprezível e hipócrita. Porque, das duas uma: ou chegaram à conclusão que foi um erro defender tais regimes e figuras e então está na hora de uns pedidos de desculpa ou esclarecimentos; ou ainda pensam o mesmo e aí o caso é mais grave, porque temos essa gente sentada na nossa Assembleia, a decidir por nós.

publicado por bmptavares às 14:20
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

25 de Abril sempre; 26 de Abril nunca mais

Afazeres profissionais (ainda há quem trabalhe nos feriados e fins de semana) afastaram-me deste blog, durante este fim de semana. No entanto, não podia deixar em branco a efeméride. Afinal, o que é que se comemora neste dia? O fim da ditadura? Sem dúvida, é o que relembra a maioria dos portugueses. Infelizmente, as comemorações mais visíveis celebram outra coisa: celebram aquilo que alguns desejavam que tivesse sido. Os grandes objectivos da revolução cumpriram-se: vivemos em Democracia, ocorreu a descolonização e o país desenvolveu-se. No entanto, para alguns auto-denominados donos do 25 de Abril, isto não foi suficiente. Por isso, todos os anos revivem com nostalgia aqueles meses do PREC. É essa a sua verdadeira comemoração. E também por isso, reclamam que "Abril não se cumpriu". Apesar de tudo, esses poucos meses de deriva anti-democrática chegaram para condicionar o nosso futuro e para condenar o país ao seu atraso congénito. Destruiu-se a economia, a indústria e a agricultura de tal forma que ainda hoje se sentem as suas consequências; escreveu-se uma Constituição que nos constrange, em vez de nos libertar; constitui-se uma casta de políticos que ainda hoje dominam e que é a responsável pelo estado a que o país chegou; descolonizou-se de forma trágica, com consequências devastadoras não só para todos os que se viram espoliados do trabalho de uma vida, mas também para as populações dos países "libertados", condenando-os a uma vida de miséria e guerra.

Hoje, os jovens são indiferentes às comemorações do 25 de Abril não apenas por ignorância mas, sobretudo, porque o 25 de Abril se tornou um hino ao passado, uma amarra a um tempo que já foi e não uma abertura para o futuro. As "figuras de Abril" fizeram cobrar-se caro: amarraram as novas gerações à obrigação de agradecimentos vitalícios, a preconceitos ultrapassados que nos condenam ao sub-desenvolvimento. Talvez haja esperança para este país quando ele se libertar definitivamente da adulação de um passado mitológico e a "geração de Abril" for lentamente desaparecendo, entregando o país às novas gerações.

publicado por bmptavares às 13:57
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Heróis de Abril

 

Otelo Saraiva de Carvalho foi o líder operacional das FP-25 de Abril. Este facto foi julgado e provado em tribunal. Entre os crimes de que foi  acusado, estavam o assassinato de 17 pessoas, de uma forma fria, brutal e cobarde. Apesar disso, Otelo foi promovido a Coronel por despacho conjunto do Ministro da Defesa e das Finanças.

Ver o post completo aqui: 31daarmada.blogs.sapo.pt/2536140.html

 

publicado por bmptavares às 13:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Abril de 2009

Quando a Arte era Arte XLIV - Pintura

Sansão cego pelos Filisteus (1636)

Rembrandt

Stadelsches Kunsinstitut (Frankfurt)

tags: ,
publicado por bmptavares às 17:20
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 22 de Abril de 2009

And now something completely different

 

Riffin' the scotch - Billie Holiday

tags:
publicado por bmptavares às 03:47
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
25
26
28
29
30

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds